quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Lula contra a liberdade de imprensa e de expressão


"O papel da imprensa não é fiscalizar o poder, é informar". Lula em entrevista a Folha de São Paulo.
.
Para o presidente noticiar a corrupção, a falta de ética, a falta de moral, a falta dos princípios básicos de dignidade e honestidade, não é informar.
.
Para Luiz Inácio Lula da Silva, a imprensa só deve noticiar o que ele acha que deve ser dito ao povo.
.
Na opinião de Lula o TCU não deve embargar as obras onde está havendo desvio de dinheiro público.
.
Ele é um "deus" que não deve ser questionado, só elogiado.
.
Lula não é e nunca foi um humilde operário. É arrogante, megalomaníaco, corrupto, prepotente e lhe falta um mínimo de humildade e reconhecimento de suas limitações.

Um comentário:

Briguilino disse...

A esquizofrenia (do grego σχιζοφρενία; σχίζειν, "dividir"; e φρήν, "phren", "phrenés", no antigo grego, parte do corpo identificada por fazer a ligação entre o corpo e a alma) é um transtorno psíquico severo que se carateriza classicamente por uma coleção de sintomas que podem ocorrer, como: alterações do pensamento, alucinações (sobretudo auditivas), delírios e perda de contato com a realidade. Junto da paranoia (transtorno delirante persistente, na CID-10) e dos trantornos graves do humor (a antiga psicose maníaco-depressiva, hoje fragmentada na CID-10 em episódio maníaco, episódio depressivo grave e transtorno bipolar), as esquizofrenias compõem o grupo das psicoses[1]