sexta-feira, 5 de agosto de 2011

A Pior Escolha

BRASÍLIA - A indicação do ex-chanceler Celso Amorim para o Ministério da Defesa já está provocando reações contrárias em Brasília. Militares dos altos comandos das Forças Armadas consultados pela reportagem consideraram esta "a pior escolha possível" que a presidente poderia ter feito.

Segundo esses interlocutores, Amorim contrariou "princípios e valores" dos militares nos últimos anos quando esteve à frente do Ministério das Relações Exteriores e até ex-ministro Nelson Jobim contornava as polêmicas causadas por decisões "completamente ideologizadas" de Amorim. Essas fontes questionam por que o governo decidiu colocar de novo um diplomata sobre os militares. Eles lembram que isso não deu certo com José Viegas e "não vai dar de novo". Para esses militares, a decisão da presidente foi precipitada, mas vão ter que engolir.

Ideli Salvatti é fraquinha, Gleisi Hoffmann não conhece Brasília, Celso Amorim não entende de democracia e constituição e muito menos de defesa nacional.
Se fizermos um apanhado do Ministério de Dilma Rousseff vamos ver que sobra muito pouco. Nestes sete meses de governo já houve a troca de cinco ministros.

Antônio Palocci e Alfredo Nascimento saíram por corrupção, Ideli Salvatti saiu do Ministério da Pesca e foi para o Ministério das Relações Institucionais, o Luiz Sérgio foi para o Ministério da Pesca e agora Nelson Jobim, por ter falado a verdade, sai do Ministério da Defesa sendo substituído por Celso Amorim.

Celso Amorim não é uma boa escolha, principalmente por além de ser fraco, ter alinhado o Brasil com os países ditatoriais e genocidas. Seu período como ministro das relações exteriores foi um fracasso.

1. Fracassou no caso de Honduras quando apoiou o golpista Manuel Zelaya dando-lhe guarida na embaixada brasileira. No fim das contas o Brasil ficou isolado no apoio a Zelaya.

2. Apoiou o governo Iraniano de Ahmanidejad, quando todo mundo condenava a ditadura iraniana.

3. Apoiou o governo norte coreano em sua corrida nuclear.

4. Apoiou a ditadura sanguinária de mais de meio século dos irmão Castro.

5. Apoiou o caudilho Hugo Chávez na transformação da Venezuela em uma ditadura.

6. Apoiou os narco traficantes das FARC colombiana.

Em resumo, Celso Amorim coloca os interesses ideológicos ditatoriais acima dos interesses democráticos do povo brasileiro.

Não dá para conciliar a defesa da Constituição e a lei no Brasil com os interesses pessoais e ideológicos de Celso Amorim.

4 comentários:

José de Araújo Madeiro disse...

Laguardia,

Então veremos o diálogo do Amorim Boca-torta com os comandantes militares:

Fuzil? Que diabo é um fuzil?

Aquele bicho preto que serve pra dar tiro?

Então vocês devem ter cuidados para não acertar no Zelaya!

Att. Madeiro

Laguardia disse...

Muito boa

José de Araújo Madeiro disse...

Laguardia,

Repassamos para você um e-mail recebido:

Afinal de contas, por que Nelson Jobim forçou sua saída do governo Dilma Roussef, do PT ?

Esta é a pergunta que o editor fez a pelo menos uma dúzia de líderes gaúchos do PMDB e a amigos de velha data do ex-ministro da Defesa. As hiupóteses:

1) Ele esperava mais da presidente Dilma Roussef e se decepcionou com ela no meio do caminho. 2) O ex-ministro alarmou-se com o nível baixíssimo de ministros como Ideli Salvatti e Gleise Hoffmann, mas não só.. 3) A percepção de que Dilma Roussef não conseguirá enfrentar a crise econômica global que vem aí, afundando-se num mar de problemas do tipo que afogou FHC no seu segundo mandato, por razões iguais. 4) Nelson Jobim não quer conviver com o mar de lama que vai mostrando a cara.

. Por trás de tudo isto, estaria a convicção formada por Nelson Jobim de que a presidente Dilma Roussef é um fracasso anunciado.

- A melhor hipótese para o caso é do leitor Joge Emílio Brusi: " Na verdade Jobim só saiu porque Dilma não gosta dele e nunca fez questao de esconder este fato. Jobim estava na cota de Lula e resolveu pagar para ver. Mero conflito de egos inflados.

Att.Madeiro

Blog do Beto disse...

OLÁ LAGUARDIA.

O PERIGO É O LUÍS IGNORÁCIO 51 DA SILVA NO AUGE DA SUA MEGALOMANIA PENSAR QUE PODERÁ SUBSTITUIR OU INDICAR O PRÓXIMO PAPA.

ABS DO BETOCRITICA.