segunda-feira, 24 de junho de 2013

Pronunciamento de Dilma 24/06/2013

Depois de dez anos no poder, uma manifestação de mais de um milhão de pessoas em todo o Brasil nas ruas, Dilma é incapaz de dar uma resposta aos anseios do povo. Comentários sobre a fala da incompetenta

1. A responsabilidade fiscal nos governos federal, estaduais e municipais; Já existe uma lei de responsabilidade fiscal. Quando votada o PT votou contra.

2. A reforma política, por meio de um plebiscito popular sobre o assunto,
A reforma política está há décadas para ser votada no Congresso. Até hoje nada. A proposta de Dilma é que seja feito um plebiscito para uma assembleia constituinte especifica para elaborar uma reforma politica. Se o povo não tivesse saído as ruas tudo continuaria na mesma. Dez anos de governo incompetente. 

3. E a inclusão da corrupção como crime hediondo; Já há um projeto de lei neste sentido há anos no congresso. Em dez anos com maioria parlamentar o governo lulo petista nunca tocou este projeto adiante. É o projeto Lei 2489/2011 de autoria do Deputado Roberto Lucena do PV.

4. A saúde, com a “importação" de médicos estrangeiros e novas vagas de graduação em cursos de medicina e residência médica; O problema não é a falta de médicos. Importação de médicos não vai resolver o problema da falta de equipamentos, infra estrutura e medicamentos nos hospitais públicos

5.O transporte público, com mais metrôs, VLTs e corredores exclusivos de ônibus em todo o País; Como disse hoje o Ministro das cidades, Há 30 anos não se investe em melhoria dos transportes públicos. 12 destes 30 anos são do PT. Estamos cansados de promessas.

6. A educação pública: a presidenta pediu mais recursos para a educação e voltou a falar da necessidade do Congresso aprovar a destinação de 100% dos recursos dos royalties do petróleo para a educação. Recursos do pré sal. Com maioria no congresso  12 anos, o executivo não consegue melhorar o nível da educação pública. Agora recursos para a Copa tem. Recursos para cartões corporativos da presidência não faltam. recursos para viagens internacionais com hospedagem em hotéis de luxo não faltam.

VEM PRA RUA VOCÊ TAMBÉM

Um comentário:

Jorge Nogueira Rebolla disse...

Vamos devolver a bola para a Dilma?

Dilma, por quê não agora? Para quê esperar mais de cinco anos?

A proposta da constituinte exclusiva para a reforma política só irá alterar alguma coisa no Congresso Nacional após 2018. A Dilma só propôs isto por ser do máximo interesse do PT e não do país. Caso ela não estivesse agindo como militante do partido e sim como presidente da república a ideia seria outra: por quê não urgência na tramitação das propostas já existentes?

Vejamos:

A) Esta emenda à Constituição convocando o plebiscito para se instalar ou não a assembleia constituinte irá começar do zero. Terá que seguir todo o processo de tramitação, que levará no mínimo vários meses, até a sua aprovação ou não. A partir de hoje quanto tempo?

B) Por ser inconstitucional, para muitos, é certo que alguém recorra ao STF para que não entre em vigor. Quanto tempo levará este julgamento?

C) Após tudo isto, qual será o prazo para a realização do plebiscito?

D) Após a eleição e a posse já tem gente propondo o prazo de um ano para o seu funcionamento.

Se tudo correr bem serão mais de dois anos. Aí já estaremos em 2015 ou 2016, e a copa do mundo já terá passado... ela conta com isso para que a pressão popular enfraqueça e nas ruas os movimentos sociais financiados e controlados pelo PT e aliados, como o PC do B, substituam o povo de verdade. Assim pressionando os deputados constituintes para aprovarem a reforma que a esquerda totalitária quer. Transformando o Brasil em mais um republiqueta bolivariana. Como Bolívia ou Venezuela.

Se o governo petista de Dilma Rousseff estivesse realmente preocupado em combater a corrupção e a baixa representatividade na política teria proposto para agora! Começando com a convocação extraordinária do Congresso Nacional, suspendendo as férias dos parlamentares no mês que vem, com o único objetivo de analisar e votar as atuais propostas de reforma política. Fazendo emendas para alterar o que for necessário. Só assim elas teriam efeito nas eleições do ano que vem.

Para Dilma Rousseff, Lula e Zé Dirceu o que interessa não é a moralização da Câmara e do Senado, mas o controle do PT sobre eles. Assim colocando definitivamente toda a sociedade brasileira sob o seu domínio.

DILMA, POR QUÊ NÃO AGORA?