quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

A Incompetência de um governo corrupto e demagogo

Até novembro, o governo federal investiu apenas 45% dos 90,4 bilhões de reais previstos para este ano. O baixo ritmo dos investimentos da União tem impacto direto no desemprenho da economia brasileira – ou seja, contribuiu para o “Pibinho” de 0,6% registrado no terceiro trimestre de 2012. Fonte: Veja

Na foto vemos Dilma Rousseff chorando. Esta foto foi tirada quando se homenageava uma de suas companheiras de luta pela instalação no Brasil de um regime ditatorial sanguinário no modelo cubano.

Dilma não chora pelos que morrem nas filas so SUS sem atendimento médico.

Dilma não chora pela família dos policiais e inocentes mortos pela onda de violência que  nos é imposta pelos traficantes de drogas.

Dilma não chora de vergonha pela corrupção desenfreada e impune imposta ao país por seu padrinho Luiz Inácio Lula da Silva, seu partido e seus comparsas.

Dilma não chora pela má qualidade de ensino no Brasil.

Dilma não chora pelos que diariamente são submetidos a um transporte público desumano.

Dilma não chora pela incompetência de seu governo, que arrecada uma das maiores cargas tributárias do mundo e nada transfere em termos de benefícios para o povo brasileiro.

Dilma não chora pela incompetência de seu governo que em um ano não consegue traduzir em obras e investimentos nem metade do orçamento da união.

Dilma não chora quando prega suas demagogias seguindo o exemplo do cappo dei tutti cappi Luiz Inácio Lula da Silva.

Quem deve chorar e muito é o povo brasileiro por ter um governo tão incompetente, demagogo e desonesto.

Quem deve chorar e muito é o povo brasileiro que não tem uma oposição forte e corajosa e que não seja conivente com os desmandos do governo mais corrupto que este país jamais teve.

3 comentários:

razumikhin disse...

Muito bom artigo.

Anônimo disse...

As pesquisas de opinião pública continuam contestadas. Razões existem de sobra para a contestação. Elas orientam ou desorientam? Mostram ou distorcem a realidade? Como pode o governante receber a consagração popular de 72% dos pesquisados, se nos setores vitais como educação, saúde, segurança pública, impostos, taxas de juros, infra-estrutura, é veementemente rejeitado? E não estamos considerando o ítem corrupção, já que neste o governo se supera. O resultado da consulta popular é contraditório e autoriza a suspeitar dos seus objetivos. Acima de tudo trata-se de subestimar a inteligência dos mais lúcidos. Trata-se de ofensa aos brasileiros admitir que aceitam a incompetência, a ausência de governo e a corrupção, como requisitos para aprovação e popularidade de quem governa.( BLOG DE ALVARO DIAS)

Anônimo disse...

Anônimo disse...


http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/


Assistam vocês também, idiotas descartáveis usados e abusados por este estrume ambulante.

16/12/12 15:51