domingo, 10 de outubro de 2010

Esta continuidade nós não queremos. Vamos dizer NÃO a Dilma Rousseff

O Estado revelou no domingo detalhes da operação que levou à contratação direcionada da Total por R$ 44,3 milhões, um preço R$ 2,8 milhões acima do estipulado pelos próprios Correios em junho. Documentos obtidos pela reportagem mostram que a nova direção da estatal, nomeada pela então ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, manobrou para ressuscitar, em agosto, uma licitação que havia sido cancelada três meses antes pelo comando demitido do órgão. Somente a Total participou da concorrência. "O fato mais sério desses eventos é a aparente restrição à competição. Será que no Brasil só existe a empresa contratada interessada no serviço?", questionou o procurador do TCU. Fonte: Estadão

Quando falta moral e ética falta em todos os campos.

Não é só no campo da ética moral, de apoio a descriminalização do aborto, da desconstrução da hetero normatividade, na regulamentação da profissão de prostituta(o), na desconstrução do conceito de família.
Falta honestidade e dignidade. Rouba-se desaverghonhadamente do cidadão em benefício próprio e dos amigos.

Se estes R$ 2,8 milhões que estão sendo roubados do meu, do seu, do nosso dinheiro fossem aplicados na saúde pública, que bem não fariam?
É esta a continuidade que Dilma representa. A continuidade da corrupção, da falta de moral, da falta de ética, da falta de dignidade.

E nós? Vamos aceitar passivamente esta continuidade imoral? 
O voto é nossa arma. Vamos usá-la

DIGA SIM A VIDA, DIGA SIM A HONESTIDADE, DIGA SIM A DIGNIDADE DIZENDO NÃO A DILMA ROUSSEFF.

2 comentários:

Anônimo disse...

Vejam essa barbárie

http://www.youtube.com/watch?v=qf8LDCXaank&has_verified=1

Fusca disse...

Serra agora está com 85% e Dilma com 10% na enquete do 2.o turno. Vote também: inquiete.com.br
Chegamos à conclusão de que a única alternativa para não virarmos definitivamente uma ditadura socialista bolivariana como a Venezuela, é votando no Serra. Índio da Costa foi o relator e deputado que mais batalhou pela lei da Ficha Limpa, e Serra passou pelo "teste" da bisbilhotice dos petralhas via Receita Federal, vasculharam tres gerações de sua família e por sinal nada encontraram, senão a imprensa dominada e cooptada teria trazido nas manchetes principais.