segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A Visão do Leitor

Anônimo Anônimo disse...
 
 
  • É um absurdo que esses pseudo-especialistas em questões indígenas defendam tal atrocidade. 

    Diante disso os DH se calam?  
       
    • Covardes, hipócritas.   

    •  Em nome da cultura indígena defendem crimes bárbaros contra crianças indefesas que são enterrradas vivas e pisoteadas até a morte. 
    • Não podemos continuar a fechar os olhos e ouvidos a cenas tão chocantes, e aos gritos desesperados dessas criança.   

    • Não venham com essa conversinha torta e de araque, que crimes bábaros devem ser admitos em nome da cultura indígena.  

    • Sabemos muito bem que as coisas não são tão inocentes nas aldeias indígenas, fazem qualquer negócio por dinheiro, permitem que madeiras sejam cortadas, que pedras preciosas sejam retiradas, tudo a troco de dinheiro.  
     
    • Vão enganar trouxa. 

    • Faz tempo que na maioria das aldeias o que vale é o dinheiro. Os chefões das aldeias enriquecem e os índios em geral continuam na miséria.  
     
    • CHEGA DE HIPOCRISIA. ESSA IMBECILIDADE SÓ É ACEITA E DEFENDIDA POR UM BANDO DE GENTE (especialistas de meia tigela) QUE GANHAM MUITO DINHEIRO À CUSTA DA MISÉRIA DA MAIORIA DA POPULAÇÃO INDÍGENA  

    • Os líderes indígenas também não são nada bobos, vivem na mordomia.  Especialistas da questão indígena que defendem essa atrocidade são uns covardes, safados, criminosos, aproveitadores, gente sem caráter e sem amor pelo próximo.  

    • Queria saber se aceitariam isso com seus filhos e netos. 

    • COVARDES, ASSASSINOS!   

    • Por quê não mostram as crianças indígenas sendo enterradas vivas em horário nobre?  Faço um desafio, duvido que a população aceite essa atrocidade.   

    • Eles escondem porque não querem que o povo saiba a verdade.  
     
    • Governo mentiroso, corrupto, hipócrita. Aguardem, terão muitas surpresas, bando de safados

    Um comentário:

    Rodrigues Bomfim disse...

    Amigão, que em 2011 Deus lhe conceda muitas alegrias..saúde, paz e prosperidade. Abraços.