sábado, 7 de maio de 2011

A Prova da Incompetência da Petrobrás

"Os vilões foram os combustíveis, como gasolina e etanol. A boa noticia é que no mês de maio os preços destes combustíveis estão caindo. Começou a safra da cana-de-açúcar e o preço do etanol já caiu bastante e logo chegará à bomba de gasolina" Guido Mantega sobre o aumento da inflação.

O ministro Guido Mantega reconhece que o aumento da inflação se deve ao descontrole no preço dos combustíveis.

Há anos a mesma coisa acontece e o governo é incompetente para tomar alguma atitude que impeça este descontrole.
Por incompetência a direção da Petrobrás, composta de companheiros incompetentes que precisam de uma boquinha junto ao governo para engordar suas contas bancárias, são incapazes de fazer um planejamento para que não falte combustível na entresafra da cana. Não sabem planejar um estique regulador, aliás nunca devem ter ouvido falar disto.

O  governo socialista do PT não se preocupa com o povo, apenas consigo próprios.

3 comentários:

BLOG DO MARIO FORTES disse...

Pois é, meu amigo Laguardia,
Esta semana nos trouxe, oficialmente, a notícia de que nestes primeiros meses de governo, dona Dilma - a presidenta - nos "presenteia" com um IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 6,51% no acumulado dos últimos 12 meses, segundo pesquisa divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
O resultado, óbvio, extrapola a meta do governo, embora saibamos que sob a batuta torta de Mantega, meta é chute e o chute é sempre para fora.
Mas o ministro, escorregadio como quase sugere seu sobrenome, nos vem com uma "estória" de que "sua meta" prevê dois pontos de tolerância (6,5%).
Mas este nosso país é o paraíso da tolerância. Toleramos as mentiras ( ele chama de bravatas ) de Luiz da Silva, toleramos o abuso de poder dos petistas, toleramos o mensalão petista ( o maior escândalo da história republicana ), toleramos os constantes superfaturamento e desvios em obras do governo ( segundo o TCU ) e, por fim, lembremos, toleramos a imposição de uma candidatura, politicamente inapta e administrativamente inexpressiva, à presidênca da República.
Taí o que nos legou Luiz da Silva. Um país mal administrado, que se segura graças às exportações para China e a postura profissional e punjante do agronegócio, tão combatido pelos petistas.
O povo parece já estar se acostumando com convera fiada de político e da imprensa esquerdista.
Esta semana também proclamou-se como histórica uma decisão do STF sobre a relação estável homoafetiva, como se fosse esperar outra decisão de um Tribunal sempre em harmonia com o executivo, poder este que através dos seus expoentes de nulidade, a exemplo de Marta Suplicy, incluem-se na claque e patrocinam a causa no legislativo.
Que histórica que nada! Históricas foram as decisões dos magistrados que em diversos Estados do Brasil, decidiram com coragem, em primeiro grau, o que o STF o fez, agora, em última instância. Ao STF coube a pompa e circunstância, com direito a transmissão ao vivo e "desmunhecadas" mil.
A semana termina com protestos, em todo país, contra o aumento exorbitante dos combustíveis. É incrível, mas é verdade: o preço da gasolina no Brasil é o dobro do Paraguai, com o agravante de que o país vizinho não produz uma só gota de petróleo.
Mas os protestos são brandos. Daqui a pouco todos estarão adaptados aos novos preços dos combustíveis, sacrificando suas economias pessoais, mas com as atenções voltadas para o desarmamento da população ordeira em razão do novo programa de desarmamento do governo.
O governo não lança um programa de desarmamento dos bandidos. Não efetua uma política de efetivo controle e policiamento nas fronteiras visando coibir o contrabando de armas, mas quer desarmar a qualquer custo ( vide Fux ) o cidadão decente que não dispõe da proteção do Estado haja visto os indíces de crimes, em todo território nacional, contra o cidadão e seu patrimônio.
Mas para muitos, sobretudo para grande parte da imprensa, dos políticos e da classe artística, onde predominam o boiolismo e o esquerdismo, o importante "é ser feliz" e usufruir do sabor e da frescura do poder.
Quanto ao povo? Ah, este já não se entende. Outrora, tão safo, de repente, sifu!
Um abraço e um belo final de semana!
http://blogdomariofortes.blogspot.com/

JabaNews disse...

olá laguardia,
acabamos de editar uma matéria sobre o preço dos combustíveis que, com a permissão de costume, reproduzimos abaixo.
abs.,
jaba

"C-51: Cachaçobrás
O preço dos combustíveis está lá na casa do caceta, o que, aliás, já comentáramos na matéria inaugural do JabaNews, em setembro passado, por conta da irresponsável e criminal marolinha e do incentivo ao consumo, o que só beneficiou a quem proporcionou as linhas de crédito para a massa manobrável dos interesses escusos; a massa não é a massa idiota que pensamos, mas massa crédula, diante de um pragmatismo criminoso, sem cultura e sem conhecimento, que pudessem mostrar, aos olhos simples, a criminalidade reinante nas palavras do crime.
Dias atrás, em matéria não mais vista nos canais da imprensa, apenas vista, em matéria de um dia, jogada no canto da página, se dava conta de que o aumento dos combustíveis teve como elemento motor, e como sempre, a alta da “commodity” no mercado externo, vindo, daí, a mágica de sempre, sob as desculpas da entre safra, o que todos nós já sabemos.
O País é uma vergonha sem escrúpulos, e repete a mesma roda da enganação e da falta de caráter, o que não é de hoje, chegando-se ao ponto de se falar, mais uma vez, na importação de tantos barris de petróleo, para se evitar crise de abastecimento, quando já se alardeou a auto-suficiência no precioso líquido; e a ninguém se deu o prazer de ver o sol nascer quadrado.
A Petrobrás, outrora símbolo de orgulho do País, e hoje carcomida pelos interesses nefastos do reino da bufunfa, exporta gasolina, para a América do Sul, a preço de centavos, enquanto aqui, na terrinha, o assalto ao cidadão é algo costumeiro, e ser enrabado, sem fazer parte daquele grupo de espertos que assalta os cofres públicos, e sem ser simpatizante, ou questionar ou tomar atitudes para por freio na criminalidade, também é algo costumeiro.
A Tribuna da Imprensa editou matéria muito interessante sobre o tema; o link da Tribuna encontra-se ao lado direito do blog, vale ler a matéria.
Para se acabar com essa bandidagem, que já se disseminou, por inteiro, por todo o País, e independentemente do movimento já deflagrado de luta contra a alta dos combustíveis, que tem a nossa adesão, vemos, como alternativa, os seguintes pontos:
1º - em rito sumário, levar-se à prisão a turma que flana por Pindorama (Brasília e País periférico), independentemente de Partido;
2º - apoderar-se da Petrobrás, para de lá defenestrar os apaniguados e chegados ao crime, seguindo-se auditoria e bloqueio de bens dos respectivos áulicos, tudo mediante processo sumário;
3º - acabar com essa frescura de carro flex, biflex, triflex, tetraflex, frescoflex etc., álcool é álcool, gasolina é gasolina, gás é gás, o que quer dizer, não haverá mais adição de álcool à gasolina e os carros movidos à gás, serão movidos, apenas, à gás;
4º – os usineiros que se dedicarem à produção de açúcar, somente açúcar produzirão;
5º - os usineiros que se dedicarem ao cultivo da cana, para produção de álcool e abastecimento interno, somente a isso se dedicarão, com o que, presumimos, se dará fim à relação criminosa do governo com os mesmos; quem não se lembra do perdão da dívida desses fdp, protagonizada pelo pivete de alagoas?
6º - por fim, para se evitar a criação da Cachaçobrás, e valendo-se de Presidente que o tempo já levou para outras paragens, poder-se-ía incentivar a indústria automobilística a criar o C-51, do 1.0 até o mais potente, com vários modelos e preço módico, movido ao precioso líquido, a cachaça. A cachaça nunca experimentou crise neste País de bandidos, seja artesanal ou industrial; o risco seria o dono do “pinguço” experimentar o combustível para saber se estava ou não batizado, ficando mais bebo que o próprio carro, já que combustível “batizado” é lugar comum nestas paragens criminais. Cachaça se acha em qualquer canto ou lugar, não haveria crise de abastecimento, importações criminosas, e nem relações nefastas governo/cachaceiros."

Andressa Karla disse...

Boa Tarde! Minha questão é sobre a Visita do Presidente Barack Obama ao Brasil,em seu discurso no Theatro Municipal, afirmou que o Brasil emergiu de décadas de mau desempenho para se tornar uma economia poderosa, além de dizer que a transição feita pelo Brasil da ditadura para a democracia é um modelo para o mundo.
Para vocês quais os possiveis aspectos da democracia brasileira aos quais o presidente americano estava referindo-se.