quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Resposta ao Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de abertura do Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefei


Ontem na no convescote de prefeitos para lançamento de pacote de bondades em apoio a candidatura de Mama Dilma Rousseff para a presidência da república, o apedeuta estava atacado, provavelmente devido a uma pinga ruim ou por ter, como disse, lido alguma coisa. Como ele mesmo disse, ler lhe faz mal.

Vou reproduzir alguns trechos do discurso do presidente e fazer os meus comentários em verde, que é a cor de nossa bandeira nacional, e não o vermelho do PT, copiado da bandeira da União Soviética, que aliás há anos não existe mais.

“O que aconteceu nessas eleições, que tanta gente foi reeleita? O que aconteceu, na verdade, é que os prefeitos brasileiros nunca tiveram, na sua cidade, a quantidade de políticas sociais e a quantidade de obras públicas como nós tivemos agora nesses últimos anos, por conta do PAC. Dos 5.500 municípios, pelo menos 5.200 têm alguma obra vinculada entre o governo federal, governo estadual e prefeitos. E vocês sabem quantos prefeitos foram eleitos neste país em outras épocas, e que terminavam o seu mandato sem ter construído uma única obra porque não tinham dinheiro ou porque não estavam credenciados a fazer nenhum convênio com o governo federal ou com o governo estadual. Vocês sabem quantas vezes um simples companheiro de vocês no estado, um governador, só atendia aqueles que eram do seu partido e não atendia aqueles que eram eleitos pela oposição”.

O presidente se esqueceu de mencionar o percentual de obras emPACadas. 62% do dinheiro destinado a estas obras não foi gasto. Colocou-se no PAC obras que já estavam sendo realizadas anteriormente. O Senhor, presidente Lula, gosta de fazer festa com o chapéu dos outros.

“Mas eu hoje estou meio frustrado. Aquele dia em que a gente acorda... todo mundo tem, não é privilégio meu. Tem dia que a gente acorda “virado”, se deixar cair um pingo de suor no copo vira limonada”

Certamente estava numa ressaca brava.

“Eu vi o que alguns jornais falaram dessa reunião e fiquei triste como leitor. Fiquei triste porque estão abusando da minha inteligência”.

O presidente não disse que não lê jornal porque lhe faz mal, então como explicar esta frase? Deixa prá lá. Como se pode abusar de alguma coisa que o presidente não tem, ou seja da inteligência? O presidente é quem abusa de nossa inteligência e de nossa paciência ao cometer os crimes que comete e andar impunemente as margens da lei.

Fiquei triste porque ainda tem gente que pensa que o povo é marionete, é “vaca de presépio”, é comboio. As pessoas não percebem que o povo já consegue pensar com a sua própria cabeça. Acabou o tempo, e se alguém achava que podia interferir em uma eleição porque era formador de opinião pública... porque se fosse assim, muitos de vocês não estariam eleitos, porque os formadores de opinião pública foi o povo da cidade de vocês”

Lula não pensa que o povo é marionete, ele tem certeza. Ele trata o povo como se fossem “vaquinhas de presépio”. Lula acha que ele é a cabeça do povo e que a cabeça do povo é ele. E é assim que agem os lulopetistas, marionetes nas mãos do PT.

Mas nem tudo é como Lula quer. Se fosse, a prefeita de São Paulo seria Marta Supplicy, por quem Lula tanto lutou.

“Disseram que este ato aqui é que eu ia fazer o pacote da bondade.

Então parcelar a dívida para com o INSS, de 14 bilhões em vinte anos não é pacote de bondade?

O presidente compromete ainda mais a saúde financeira do INSS que é um fundo do trabalhador, não é do presidente para fazer festa com o chapéu dos outros. Para se manter no poder vale tudo não é Lula. O trabalhador e o aposentado como o próprio Lula diz, que sifu.


Mas um foi mais longe, procurou carta de leitores para publicar na matéria, dizendo como é que o Presidente vai dar dinheiro para prefeito bandido. E eu fiquei pensando em como é fácil julgar as pessoas. Como é fácil condenar as pessoas previamente, sem saber sequer o que as pessoas vão fazer. Não dando sequer uma oportunidade para vocês provarem que não são os ladrões que eles escrevem que vocês são. Não deram nem um dia, vocês nem tomaram conta da máquina. Não é possível que a gente possa se calar diante de tamanha ofensa, diante de tamanha aberração”

Aqui o apedeuta se contradiz. No princípio do discurso ele disse: “...Ou seja, significa que, na verdade, são quase que 60% ou 65% de prefeitos reeleitos, ou quase que reeleitos, porque elegeram o seu sucessor”. Então a maioria dos prefeitos eleitos era conhecida, e com base no seu desempenho anterior podia sim ser julgado. Além do mais o presidente, como normalmente faz, mente. Não li nada sobre dar dinheiro a bandido. Li sim sobre dar asilo político a italiano bandido e assassino. Como minha avó dizia – Um gambá cheira o outro.

“Outros foram mais além. Outros disseram que é um ato para promover a dona Dilma Rousseff. São pessoas pequenas. Eu, graças a Deus na minha vida, nunca tive bondade. Nunca tive um favor, nunca fui eleito porque a imprensa brasileira me ajudou. Eu fui eleito porque suei cada gota de suor, cada gota de lágrima desse país, para enfrentar o preconceito, para enfrentar o ódio dos de cima com os de baixo. Eu poderia não estar falando isso aqui, porque o presidente da República precisa ter postura. Eu posso perder a minha postura, mas não perco a minha vergonha e não perco o meu caráter”

Não resta a menor dúvida de que a reunião foi para promover a Mama Dilma Rousseff. No início foi a ela que ele dirigiu o cumprimento. A imprensa sempre ajudou a Lula. Dizer que não é um insulto a cada brasileiro que lê. Lula só sua quando está fazendo muito calor ou está numa ressaca brava, pois nunca trabalhou na vida.

Como é que Lula pode perder o que não tem nem nunca teve, ou seja o caráter e a vergonha?

“Nós temos um problema sério no Brasil: é que nós temos eleições a cada dois anos e faltando seis meses para as eleições a gente não pode mais fazer convênio. É por isso, companheira Dilma, que as obras do PAC tiveram uma certa diminuição no segundo semestre. É porque não se podia mais contratar e não se podia mais fazer convênio”.

Aqui o presidente reconhece que as obras do PAC estão emPACadas, mas como sempre a culpa não é dele, a culpa é do estado democrático de direito que tem leis que devem ser obedecidas. Apesar de achar que ele, Lula, está acima da lei tem gente que não pensa assim, por isto as obras não andam.

“....a burocracia diz: “preencha a papelada. Se não preencher a papelada, você está ilegal. E se tiver ilegal o Tribunal de Contas vem em cima de você, o Ministério Público vem em cima de você, vem um processo em cima de você e vem a imprensa em cima de você, então cumpra-se a papelada, preencha cada palavra ou cada letra porque...”. É muito difícil você fazer as mudanças em um curto espaço de tempo, é um processo”

Aqui de novo o presidente diz que as coisas não andam porque temos leis no Brasil. Que coisa chata estas tais de leis, Ministério Público, Tribunal de Contas, a imprensa livre e democrática, etc. Nada disso deveria existir na cabeça do presidente. Afinal de contas sem estes controles seria muito mais fácil roubar e se locupletar com o dinheiro do contribuinte.

“Tem prefeito que terminou o mandato agora e, por conta da dívida do INSS, não conseguiu fazer nenhum acordo com o governo federal. E não adianta pedir para a Caixa Econômica fazer. Sabem por quê? Não é má vontade da Maria Fernanda. É que cada servidor público daqueles, se fizer uma coisa considerada ilegal, vai ser acionado judicialmente, quem tem que pagar advogado é ele mesmo, e os seus bens serão disponibilizados. Então ele preferem exigir os papéis, que é o que dá a ele a garantia de que ele não vai ser admoestado pela Justiça brasileira, pelo Ministério Público ou pelo Tribunal de Contas. Essa é a nossa triste e crua realidade

Então quem cometer um ato ilegal não deve ser acionado judicialmente? Não deve ser admoestado pela Justiça brasileira, pelo Ministério Público ou pelo Tribunal de contas? O presidente aqui se insurge contra o estado democrático de direito. Comete um crime de responsabilidade por se insurgir contra as leis que ele jurou, na sua posse, obedecer. É caso de impedimento.

“Portanto, estejam certos, nenhuma obra do PAC irá sofrer qualquer diminuição por conta da crise econômica. Nenhuma. Nós cortaremos o batom da dona Dilma e cortaremos o meu corte de unha, mas não cortaremos uma obra do PAC neste país, seja do tamanho que ela for, porque nós achamos que ela é a segurança para o momento que o país está vivendo”

Esta eu não sabia. Então é o povo, através dos impostos quem paga o batom da dona Dilma e o corte de unha do presidente? Enquanto Dona Dilma usa maquiagem, aplica botox, o presidente corta as unhas, tudo com o dinheiro do povo, o povo morre nas filas do SUS por falta de recursos? É o que Lula diz, o povo que sifu.

Vou parar por aqui. Já está muito longo e acho que consegui mostrar o que eu queria. O presidente é contra o estado democrático de direito e não esconde isto de ninguém. Tem ambições ditatoriais. Acredita que a lei, o Ministério Público a Justiça, a Imprensa Livre e Democrática só atrapalham seus planos megalomaníacos.

Já vimos isto na história. Se não reagirmos já em breve estaremos vivendo uma ditadura de esquerda tipo Cuba e Coréia do Norte, onde o povo morre a míngua, sem comida inclusive.

Reaja Brasil, está passando da hora.


3 comentários:

Briguilino disse...

É amigo, seu problema não tem cura. kkkkkkkk

Anônimo disse...

Muito bom!!!
Excelentes comentários!!

E já que a oposição(sic?) não faz nada...

Vamos nos unir atravez de blogs, e-mails, e manifestações nas ruas

(que inveja da oposição venezuelana, dá até vergonha de ver a apatia dos brasileiros...)

para denunciar todos esses descalabros, mentiras e roubalheiras do desGoverno do Apedeuta!

Chega de Impunidade!!!

Achmed disse...

Laguardia,

Muito bons seus comentários.
Vou repassar esse post aos meus contatos.

Só um pequeno adendo:

Se cair uma gota de suor do apedeuta no copo d`agua vira "caipirinha" e não limonada!!!