sexta-feira, 29 de junho de 2012

Dilma Golpista

Dilma Rousseff, seguindo a sua tendência anti-democrática, juntamente com a Argentina e Uruguai, suspende o democrático Paraguai, que impedia a entrada da Venezuela, e admite este país no Mercosul.

O protesto contra o impechment legal e cnstitucional de Fernando Lugo serviu de desculpa esfarrapada para admitir a ditadura venezuelana.

Dilma Rousseff continua com a política externa mambembe de Luiz Inácio Lula da Silva de apoiar governos ditatoriais e genocidas.

Vamos pagar caro por esta política irresponsável do lulo-petismo.

2 comentários:

Airton Leitão disse...

Nada diferente do que faziam os militares quando cassavam o mandato de deputados federais e estaduais do MDB (partido de oposição), garantindo maioria para a ARENA (partido governista). E Dilma Rousseff diz que foi torturada porque lutava pela democracia brasileira e que não tinha objetivo de implantar o comunismo no Brasil.

Blog do Beto disse...

OLÁ LAGUARDIA.

QUE O PARAGUAI MANDE ESSA TURMA À MERDA.

ABS DO BETOCRITICA.