segunda-feira, 13 de julho de 2009

Só de Sacanagem



"Só de Sacanagem"
Poesia de Elisa Lucinda na voz de Ana Carolina

Fonte: By Mel

5 comentários:

Fusca disse...

O lullopetismo quer copiar Chávez e igualar a dinastia castrista (50 anos no poder), e no andar da carruagem, se não houver um candidato de oposição e realmente democrata, o presiMente comprará os votos através da amplamente propalada e propagandeada bolsa-voto (hoje em todos os horários nobres das TVs) e afrontando a Lei Eleitoral, a Constituição e a Vergonha na Cara, colocará seu "poste" para cuidar da vaga até seu retorno em 2014. Com mandatos de 4 ou 5 anos, se "reelegerá" novamente (de forma fraudulenta, é claro, como seu amiguinho Ahmagedonjá do Irã). Até aí, serão 20 ou 22 anos de ditalulla, se o povo ou a Divina Providência não interferirem.

Eremildo disse...

Quanto vale o show?
O Estado de S. Paulo, 30/01/07

Astros da MPB com carreiras de grande saúde comercial buscam benefícios da Lei Rouanet para realizar turnês, produzir CDs e DVDs e fazer filmes

Jotabê Medeiros

Num mercado que se retrai progressivamente, muda o perfil daquela que já foi a mais rentável e autosuficiente área da cultura nacional, a Música Popular Brasileira. Agora, além de não vender discos o bastante para se sustentar, a MPB também faz shows subvencionados pelo governo, ou discos e DVDs. São muitos exemplos. Autora do disco mais vendido de 2005, Perfil (Sony-BMG), a cantora Ana Carolina ainda assim precisou pedir ajuda das leis de incentivo para ir para a estrada no ano passado. Para fazer sua turnê por Rio e São Paulo, Ana Carolina requisitou R$ 843 mil à Lei Rouanet, e conseguiu captar R$ 700 mil. Os ingressos para o seu show custavam em média R$ 120.

Eremildo disse...

Revista Veja de 24.maio.2009

Datas
Bubby Costa

Zé Rodrix A morte do compositor de Casa no Campo
Morreram• o músico Zé Rodrix. Autor da canção Casa no Campo, celebrizada na interpretação de Elis Regina, ele foi também publicitário e escritor. Ao lado da dupla Sá e Guarabyra, difundiu o "rock rural", um híbrido do gênero temperado com ritmos folclóricos. Em carreira-solo, emplacou sucessos como Soy Latino Americano e Hora Extra. Era tão amigo de Elis que interrompeu sua carreira como solista depois que ela morreu, em 1982. Mais tarde, remontaria o grupo Joelho de Porco, que fazia música satírica. Nos últimos anos, escreveu três romances protagonizados por integrantes da maçonaria, à qual pertencia. O Zé Rodrix publicitário foi autor de jingles memoráveis, como "É no silêncio de um Chevrolet que o meu coração bate mais alto". Opositor de patrocínios governamentais, deixou um musical ao saber que ele seria bancado com dinheiro público. "Não acho honesto que o dinheiro de todos seja gasto no financiamento da aventura pessoal de alguns", explicou. Só por isso merecia uma estátua. Dia 22, aos 61 anos, de infarto, em São Paulo.

Unknown disse...

Lula é o amigo de al Bashir. Nada mais a dizer, sendo al Bashir o ditador de uma país, a saber o Sudão, onde as mulheres são 40 vezes chicoteadas por vestirem calça em público.

Paulo Nogueira disse...

Laguardia parabéns pelo blog, muito bom, e obrigado pelo comentário na A Usurpadora. Abraço