domingo, 11 de março de 2012

Ministério Público deve levar estas denuncias a sério

O aval do Conselho Municipal de Política Urbana (Compur) para a construção de dois hotéis de 13 andares no limite da Área de Diretrizes Especiais (ADE) da Pampulha foi dado em troca do pagamento de propina. A denúncia sobre a negociação, que envolveria alguns membros do Compur e os donos dos empreendimentos, é de um funcionário ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e deve chegar até amanhã ao Ministério Público Estadual (MPE), pelas mãos do vereador Iran Barbosa (PMDB), que deu a informação a O TEMPO.

Segundo o parlamentar, a aprovação do licenciamento urbanístico, na última quinta-feira, aconteceu mediante o pagamento, já feito, de R$ 1,3 milhão a membros do conselho. Os repasses, denunciou Barbosa, foram feitos em dinheiro vivo e variaram entre R$ 25 mil e R$ 200 mil. A transação, ainda de acordo com o vereador, envolveria também a entrega de três apartamentos nos hotéis, avaliados na planta em R$ 500 mil. Fonte: O Tempo

Não é a primeira vez que fatos como estes acontecem em Belo Horizonte. O mais emblemático foi a região do BH Shopping que era uma região de residencial de casas, de repente obteve a autorização da prefeitura de Belo Horizonte para a construção de prédios altos.

O Ministério Público deve investigar com seriedade esta denuncia. Não se pode confiar nestes nossos políticos que sempre colocam seus interesses pessoais em primeiro lugar, principalmente se há dinheiro envolvido.

Precisamos dar maior importância ao comportamento ético e honesto de nossos governantes. 

Um comentário:

Blog do Beto disse...

OLÁ LAGUARDIA.

NA BANDEIRA PODERIA RETIRAR A ORDEM E COLOCAR PROPINA E PROGRESSO.

ABS DO BETOCRITICA