terça-feira, 28 de junho de 2011

Esqueceram mala de Dilma em viagem para tratamento de saúde em SP e tiveram que acionar um jato da FAB para ir buscá-la


Post baseado na reportagem com o mesmo título da revista Veja

Nós, cidadãos comuns, contribuintes, quando acometidos de uma forte gripe ou mesmo de pneumonia, nos dirigimos a um hospital público ou mesmo a um posto de saúde para atendimento.
Se formos um pouco mais abonados, nos dirigimos a um posto de atendimento do qual temos convênio médico.

Com a presidente da república é diferente. Brasília, a capital do Brasil não tem hospitais de qualidade para atender a população (será????), por este motivo a presidente teve de se deslocar para São Paulo em avião da FAB para ser atendida por uma equipe médica do Hospital Sírio Libanês.

Este é o ponto a que chegamos no Brasil. Nosso sistema de saúde é tão ruim que na capital do país não há condições médicas para se tratar de uma pneumonia, é necessário um descolamento até São Paulo.

Mas não foi só isto. A equipe da presidente deixou para trás a mala de Dilma (não a mala sem alça da Dilma, a mala mesmo de carregar roupas).

Qual a solução? Seria despachar a mala nos inúmeros voos comerciais que ligam Basília a São Paulo.

Mas esta solução seria muito barata para um país rico como o Brasil. Então desloca-se um avião da FAB para trazer a mala presidencial.

O quanto custou ao contribuinte o transporte desta mala?

São pequenas coisas que demonstram o desprezo que nossos governantes têm pelo povo brasileiro. É por isto que o povo brasileiro paga 40% de impostos sobre tudo o que compra e não recebe quase nada de volta em termos de serviços e benefícios em seu favor.

Quantos outros cidadãos brasileiros, residentes em Brasília, com os mesmos problemas de saúde de Dilma são tratados, e muito bem, na capital federal?

Será que a assistência a saúde lá é tão ruim assim? Se a resposta for positiva é responsabilidade da presidente e de seu Ministro da Saúde resolver o problema. Afinal de contas isto faz parte de suas atribuições e por este motivo são pagos pelo povo brasileiro.

Um comentário:

mery disse...

Assino embaixo, amigo.
Parabéns.