quinta-feira, 9 de junho de 2011

Bandido é sempre bandido

A Bolívia decidiu legalizar qualquer carro que esteja circulando no país sem documentos. O país é o principal destino de boa parte dos carros roubados no Brasil. O presidente Evo Morales assinou o decreto.


Como o governo vai cobrar um percentual do valor de mercado desses veículos para emitir a nova documentação, a expectativa é que a arrecadação supere os US$ 200 milhões. A oposição disse que a lei incentiva a impunidade e torna o governo cúmplice de um crime. Fonte: Jornal Floripa

Esta decisão do amigo de Lula e do PT favorecem os ladrões de automóveis no Brasil que levam o produto do roubo para a Bolívia.

Evo Morales incentiva assim a impunidade de criminosos. Sua ação não difere muito das ações de seu amigo Luiz Inácio Lula da Silva que se cercou de bandidos como José Dirceu, Antônio Palocci, José Genuíno, Delúbio Soares e tantos outros.

Até o STF, com a proteção dada a Cesare Battisti, vem dando guarida a criminosos.

2 comentários:

Blog do Beto disse...

OLÁ LAGUARDIA.

SOMOS OU NÃO HABITANTES DA AMÉRICA LATRINA?

ABS DO BETOCRITICA.

José de Araújo Madeiro disse...

Laguardia,

Evo Cocales, além de empurrar sua cocaína na juventude do Brasil, invadiu as refinarias da Petrobrás, recebeu dinheiro a fundo perdido do BNDES e vem agora com esta. Legalizar os automóveis roubados no Brasil.

Veja como o narcotráfico cresceu no Brasil e de forma vertiginosa, depois que apareceu em tal de Evo Cocales na Bolívia e do Lula no Brasil. Talvez Fernandinho Beira-mar dê um jeito nêles.

Mas é do Foro de São Paulo e Lula disse que deve ajudá-lo por ser a Bolívia é um país muito atrasado.

Quem protege bandidos, bandido é.Vejamos o caso do Césare Battisti e o estremecimento das nossas relações diplomáticas com a Itália. E pior que tem até gente da imprensa que considera o Lula como o maior líder das Américas.

O Estado Brasileiro não mais existe, vai precisar de uma nova reengenharia política para restabelecê-lo. Que venha do povo e não das FFAA.

No lugar do Estado, há uma quadrilha no poder, simplesmente para roubar e a nação precisa fazer alguma coisa. Todavia, é problema dela e que se dane se assim permanecer.

Att. Madeiro