terça-feira, 25 de outubro de 2011

Para onde Caminha o Brasil

Entre Maio de Junho de 1933 os nazistas promoveram uma grande queima de livros. Não no sentido antigamente se falava em queima que era sinônimo de liquidação, hoje indevidamente se utiliza a palavra inglesa sale, como se não existisse a palavra em português. Mas este não é o assunto do post.

Aqui me refiro a queima mesmo. Foram lançados ao fogo mais de 20.000 livros de bibliotecas públicas de autores como  Thomas Mann, Heinrich Mann, Walter Benjamin, Bertold Brecht, Lion Feuchtwanger, Leonhard Frank, Erich Kästner (que anónimo assistia na multidão), Alfred Kerr, Robert Musil, Carl von Ossietzky, Erich Maria Remarque, Joseph Roth, Nelly Sachs, Ernst Toller, Kurt Tucholsky, Franz Werfel, Sigmund Freud, Albert Einstein, Karl Marx, Heinrich Heine.

Motivo? Os nazistas não simpatizavam com os autores nem com suas ideias.

Hoje temos visto isto acontecer no Brasil em uma escala menor. Lulo petistas que protestam contra a revista Veja e outras publicações que ousam denunciar a corrupção e a impunidade no Brasil.


Recentemente li no site Escrivinhador um artigo de Izaias Almada intitulado "O livro que eu não li". Izaias tece críticas ao livro "O Que Sei de Lula" de José Nêumanne Pinto, segundo ele por ter olhado a orelha do livro e por não simpatizar com o autor de quem teria "ouvido certas coisas". Puro preconceito.


Formou-se no Brasil uma nova SS pró Lula. Qualquer um que fale mal ou qualquer órgão de imprensa que condene qualquer atitude de Lula deve ser combatida violentamente.


Caminhamos a passos largos para atitudes como dos nazistas alemães. Só serão permitidos livros, jornais e revistas que enalteçam o PT e seu chefe maior Luiz Inácio Lula da Silva.

Todos nós sabemos que não é assim que se constroi uma democracia, um estado democrático de direito.


Dia 15 de novembro, vamos fazer o nosso dever patriótico de nos manifestarmos a favor de um país mais ético, mais honesto e onde a liberdade seja valorizada.

3 comentários:

Anônimo disse...

Os covardes adeptos do lulopetismo, cujo chefe é um carcinoma galopante, usam e abusam de ataques covardes a orgãos e pessoas da imprensa que não rezam pela sua cartilha delinquente.
Esse fulano do artigo (??) é um energúmeno, imbecilizado pelo amor platônico ao mestre dos disfarces e das mentiras, aquele que não merece o ar que respira, o Sebento Dr. Honoris Causa e sua cria mulambenta.

ALBERTO FIGUEIREDO disse...

Tudo bem! Lula é um safado escroque os que os defendem idem, mas, que dizer dos 30% de brasileiros que se refastelam em cadeiras atrás de computadores a reclamar e não têm coragem de levantar os rabos gordos das cadeiras e irem às ruas ou copiando Bruno Maranhão? Invadir o Puteiro Nacional (congresso) e botar de lá para fora debaixo de pau toda a corja?

Anônimo disse...

Salamanca foi fundada em 1218, quase 300 anos antes do Brasil ser ocupado pelos europeus. Está na fila para ser visitada pelo analfabeto, que irá lá receber um título. Talvez daqui a uns 3 anos, a filae muito grande.