quinta-feira, 12 de abril de 2012

Todo mundo envolvido

Apesar da tentativa do deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) de esconder sua proximidade com Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, pelo menos duas interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo mostram que da parte do operador do contraventor Carlinhos Cachoeira, a situação era outra. Dadá não apenas fala de sua amizade por Protógenes, como também que chegou a se indispor com o então delegado da PF, Daniel Lorenz, para defender o amigo. Fonte: Estadão

O mar de lamas já está tragando elementos de todos os partidos e de todas as tendências. 

O povo não pode continuar alheio a toda esta corrupção que se espalha impunemente pelo Brasil.

Carlinhos Cachoeira é apenas um dos muitos corruptores que existem no Brasil. O problema é que a tropa de choque do governo sempre está disposta a varrer a sujeira para debaixo do tapete, e para isto conta com um exército de lacaios nazi-petralhas cujo objetivo é desacreditar a qualquer custo as investigações que envolvam membros da organização criminosa PT.  

Um comentário:

Blog do Beto disse...

OLÁ LAGUARDIA.
ANOTE AÍ:

SÓ O DEMÓSTENES VAI SE PHUDER.

ABS DO BETOCRITICA.