sábado, 20 de fevereiro de 2010

Recordando a História

Na manhã de 25 de julho de 1966, o Marechal Costa e Silva, então candidato à Presidência da República, era esperado por cerca de 300 pessoas que lotavam o Aeroporto Internacional dos Guararapes.

Às 0830h, poucos minutos antes da previsão de chegada do Marechal, o serviço de som anunciou que, em virtude de pane no avião, ele estava deslocando-se por via terrestre de João Pessoa até Recife e iria, diretamente, para o prédio da SUDENE.

Esse comunicado provocou o início da retirada do público.

O guarda-civil Sebastião Tomaz de Aquino, o "Paraíba", outrora popular jogador de futebol do Santa Cruz, percebeu uma maleta escura abandonada junto à livraria "SODILER", localizada no saguão do aeroporto. Julgando que alguém a havia esquecido, pegou-a para entregá-la no balcão do DAC.

Ocorreu uma forte explosão.

O som ampliado pelo recinto, a fumaça, os estragos produzidos e os gemidos dos feridos provocaram o pânico e a correria do público. Passados os primeiros momentos de pavor, o ato terrorista mostrou um trágico saldo de 17 vítimas.

Morreram o jornalista e secretário do governo de Pernambuco Edson Regis de Carvalho, casado e pai de cinco filhos, com um rombo no abdômen, e o vice-almirante reformado Nelson Gomes Fernandes, com o crânio esfacelado, deixando viúva e dois filhos menores.

O guarda-civil "Paraíba" feriu-se no rosto e nas pernas, o que resultou, alguns meses mais tarde, na amputação de sua perna direita.

O então Tenente-Coronel do Exército, Sylvio Ferreira da Silva, sofreu fratura exposta do ombro esquerdo e amputação traumática de quatro dedos da mão esquerda.

Ficaram, ainda, feridos os advogados Haroldo Collares da Cunha Barreto e Antonio Pedro Morais da Cunha, os funcionários públicos Fernando Ferreira Raposo e Ivancir de Castro, os estudantes José Oliveira Silvestre, Amaro Duarte Dias e Laerte Lafaiete, a professora Anita Ferreira de Carvalho, a comerciária Idalina Maia, o guarda-civil José Severino Pessoa Barreto, o Deputado Federal Luiz de Magalhães Melo e Eunice Gomes de Barros e seu filho, Roberto Gomes de Barros, de apenas seis anos de idade.

Estes atos foram perpetrados por aqueles que lutavam pela implantação da Ditadura do Proletariado no Brasil e que hoje, utilizando-se da mentira e da demagogia dizem que lutavam pela democracia.

Em nenhum momento estes grupos pediram o retorno de João Goulart ao poder ou o restabelecimento pleno da Constituição de 1946.

Quem afirma que os terroristas lutavam pelo restabelecimento da Democracia, como a candidata do PT ou tem um completo desconhecimento da história do Brasil, que não é o caso da protegida do presidente da república ou mente deliberadamente para enganar o povo, que é o caso de Dilma Rousseff, notória por suas mentiras

4 comentários:

Carlos Alberto disse...

Estes terroristas e militantes idiotas de esquerda espalharam muito sangue sem serem punidos. Não fariam com a própria família, é claro, pois, por serem hipócritas por natureza, usam de qualquer método para alcançar seus objetivos mesquinhos de dinheiro e poder.
Aguardam a chance de subir ao poder para usufruir dos recursos do nosso país, como hoje ocorre.
Hoje, estão aí, mentindo descaradamente e negando este passado nefasto.
Devia haver uma CPI para apurar o envolvimento destes que hoje estão no poder nos episódios obscuros de terrorismo em que se envolveram.
Não é possível que mais uma vez o Brasil vá sangrar nas mãos de um militante incapaz.
Fora Dilma.

José de Araújo Madeiro disse...

Laguardia,

CPI?

È claro que seria o caminho para punição dessa canalha e ter uma luz no final do túnel, para restabelecer a democracia brasieira pela via do parlamento.

Mas o PMDB de Michel Temer e do Sarney deixam?

Esses são uns crápulas com poses de anjinhos.

Att. Madeiro

Adão Daros disse...

Eu já disse que li na intenet que "no voto não se consegue mais derrotar a ditadura comunista do Lula e da Dilma".

E eu acredito.
Não se consegue mais, pois não dá mais tempo de explicar aos jovens a verdade que acontecia com os atos terroristas da Dilma e seu bando que assaltava bancos para comprar armas e assaltava quartéis.

Temos que agir pela revolução a bem da democracia

www.77yum.com disse...

視訊交友聊天室
線上看a片直播a片下載
線上免費看a片
視訊聊天交友網
夫妻做愛a片直播
a片寫真
a片下載