segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

A Visão do Leitor

Sinceramente, Ricardo Froes, a coisa é de fato irritante e assusadora. Uma coisa que eu sempre digo é que no Brasil, a maioria dos acadêmicos em ciências humanas tornam-se esquerdista, às vezes mesmo sem saber; e ao que me parece muitas escolas de nivel médio contribuem fortemente através de livros didáticos com a ideologia marxiista ostentada em suas páginas. 

2 comentários:

Andrea Berger disse...

Conheço professores de esquerda, que nada mais são do que capitalistas frustados, isso sim.
Que preferem a utopia do socialismo do que a desilusão e a falta de dinheiro que a carreira aqui no Brasil lhes poporciona.
Abraços

Marc disse...

Na falecida URSS, Paulo Freire teria sido colocado a pastar liquens na Sibéria pro resto da vida; a educação primava pelo ensino da ciencia e matemática; a educação política ficava por conta dos camaradas comissários do povo e da MVD, depois NKVD e depois KGB.
Marxista de nuestra latino américa são patéticos restolhos de um passado infeliz; essa velharia tem mais é que morrer logo.