terça-feira, 8 de março de 2011

Os "donos" do Brasil abusam do povo


As benesses dos ex-deputados federais e ex-senadores não se restringem às boas aposentadorias, conforme revelou o Estado na semana passada. Ex-parlamentares contam com um sistema privilegiado de saúde. Na Câmara, os deputados aposentados têm direito a um plano de saúde familiar ao preço de R$ 280 por mês. No Senado, a mordomia é maior: ex-senadores usufruem pelo resto de suas vidas de um sistema de saúde bancado pelos cofres públicos. Os senadores no exercício do mandato não têm limite de gastos com saúde. Fonte: Estadão

O Senador pelo Distrito Federal Cristovam Buarque tem um projeto que obriga aos filhos dos parlamentares brasileiros a estudar em escolas públicas. Segundo ele esta é a única forma de melhorar a qualidade do ensino público no Brasil.

O mesmo procedimento deveria ser adotado com relação a saúde pública. Nossos parlamentares não deveriam ter plano de saúde vitalício e sem limite. Eles deveriam ter o mesmo tratamento de seus eleitores, ou seja, deveriam se tratar pelo SUS enfrentando as longas filas e penando com o péssimo atendimento dispensado ao povo brasileiro.
Este senhores e senhoras quando eleitos se consideram donos do Brasil, melhores do que qualquer cidadão de quem se lembram só na época de pedir votos.

O famoso Pibão serve para isto. Para beneficiar nossos "representantes" desonestos. Como diz o leitor anônimo que nunca precisou do SUS, "este é o país de Lula, que lindo..."

E ainda querem aumentar os impostos criando uma nova CPMF. Só quem acredita em Papai Noel e em Saci Perêre pode achar que sendo criada uma nova CPMF este dinheiro vai para melhorar o atendimento a saúde no Brasil. Nós já sabemos o que aconteceu antes e sabemos que este dinheiro será usado para o aparelhamento do estado pelo PT.

Precisamos exigir que o povo receba do governo tratamento digno. Já passou da hora de manifestarmos publicamente nossa revolta e indignação.

Um comentário:

Buggyman disse...

Laguardia, Cristovam é um demagogo de primeira ordem. De que adiantaria escolas públicas para filhos de deputados? Teríamos, é fato, uma melhoria DESTAS escolas mas e as outras? Existem boas escolas públicas pelo Brasil afora. O problema não é encontrar estas ilhas isoladas, mas fazer com que todas as outras tenham o mesmo referencial, os mesmos investimentos, os mesmos resultados.